Como tratar a osteocondrose da coluna vertebral

O que é: osteochondrosis - uma doença da coluna vertebral, em que os discos intervertebrais (e, posteriormente, os corpos vertebrais, articulações e ligamentos) perdem sua capacidade de funcionar normalmente. Mais recentemente, a doença foi considerada como relacionada à idade, mas nas últimas décadas ela tem aparente menifestação mais jovem e impiedosa em jovens de 18 a 30 anos.

A osteocondrose é geralmente classificada de acordo com o local de sua localização - lombar, cervical, torácica, sacral e difusa. Mais de 50% dos casos da doença são responsáveis ​​pela osteocondrose da coluna lombar, sintomas, tratamento e diagnóstico deste tipo de osteocondrose são amplamente descritos nos trabalhos de médicos luminares. Um quarto dos diagnósticos ocorre em osteochondrosis cervical - uma doença de funcionários de escritórios e pessoas que levam um estilo de vida sedentário.

Na maioria das vezes, os processos patológicos nesta doença afetam primeiro os ossos e ligamentos. O fato de a doença já ter começado, geralmente descobrimos quando há complicações - dor, distúrbios de sensibilidade, atrofia muscular, distúrbios dos órgãos internos.

Hoje vamos falar sobre osteochondrosis, os sintomas e tratamento desta doença é uma questão muito actual no nosso tempo. Afinal, de 40 a 90% da população mundial sofre de doenças. Na maioria das vezes, a doença afeta pessoas com mais de 30 anos de idade.

Causas

Não há uma única razão para o desenvolvimento da osteocondrose. Alguns acreditam que a doença ocorre devido à deposição de compostos de cálcio, não absorvidos pelo tecido ósseo devido à deterioração do suprimento sangüíneo ósseo, causada por fraqueza, curvatura da coluna vertebral, diminuição da distância entre as vértebras individuais.

Há um grande número de fatores causais predisponentes. Os principais são os seguintes:

  • lesões da coluna vertebral (fraturas, contusões, luxações);
  • predisposição genética;
  • doenças do pé que causam sobrecarga espinhal - estas incluem pés chatos, pé torto (deformidade em varo do pé), deformidade em valgo do pé;
  • usar sapatos próximos e desconfortáveis ​​por muito tempo (também causar sobrecarga na coluna);
  • sobrepeso e obesidade;
  • estilo de vida sedentário;
  • distúrbios metabólicos;
  • curvatura da coluna vertebral (cifose, lordose, escoliose);
  • características profissionais - levantamento de peso, voltas freqüentes e sacudidelas do corpo, trabalham em uma posição desconfortável do corpo.

Predisposição hereditária, sobrecarga espinhal (sobrepeso, levantamento de peso), trauma e microtraumas contribuem para o desenvolvimento da doença.

Estágios da osteocondrose

Em termos do desenvolvimento da osteocondrose e seus sintomas, existem quatro etapas.

  1. O primeiro estágio é pré-clínico, que é extremamente raramente diagnosticado devido a sinais leves (ou completamente ausentes) da doença. Nesse estágio, as alterações na coluna são mínimas. Os pacientes estão preocupados com a dor limitada na coluna, há tensão nos músculos das costas.
  2. No segundo estágio, aparecem dores, já que ocorre a destruição do anel fibroso do disco intervertebral, a fixação das vértebras entre elas se rompe, sua mobilidade patológica ocorre na forma de deslocamentos. A distância intervertebral diminui, com compressão das terminações neuro-vasculares, vasos sanguíneos e linfáticos.
  3. O terceiro estágio. Forma-se uma ruptura nos tecidos cartilaginosos do anel fibroso, através dos quais uma parte do núcleo mais fluido penetra - forma-se uma hérnia do disco intervertebral. Tais alterações são mais frequentemente encontradas na coluna lombar e cervical. A hérnia intervertebral é menos suscetível à região torácica devido ao fato de que, como resultado da patologia dos discos, uma certa parte da carga é suportada pelas costelas e pelo esterno. Como resultado da protrusão (hérnia) do disco intervertebral, há um efeito nas raízes dos nervos espinais, manifestado na forma de dor, inflamação, perturbação da condução das fibras nervosas, bem como inflamação.
  4. O quarto estágio é o estágio final em que ocorre a substituição das fibras do disco intervertebral pelo tecido cicatricial, assim como a cartilagem fibrosa e o tecido fibroso do núcleo gelatinoso.

Para evitar o desenvolvimento da última etapa, determine como tratar a osteocondrose de maneira oportuna.

Sintomas de osteocondrose

A osteocondrose é uma doença crônica caracterizada por períodos alternados de exacerbação dos sintomas e remissão. Excessivo esforço físico, excesso de trabalho, excesso de resfriamento, lesões, tremores corporais e os efeitos da vibração podem contribuir para o aparecimento de sintomas agudos.

A doença se manifesta com vários sintomas típicos. A osteocondrose da coluna é caracterizada por: dores nas costas, sensação de dormência na coluna afetada, diminuição da amplitude dos movimentos, aumento da dor ao levantar, movimentos pesados, tensão durante a tosse ou espirro.

A dor crônica, como um dos sintomas da osteocondrose da coluna vertebral, causa fadiga. Ao espremer as raízes nervosas dos discos da medula espinhal, a dor pode ser mais intensa e ter um caráter agudo, "atirando". Sua localização, neste caso, não se limita à área posterior, mas é sentida por uma pessoa na área das extremidades.

Na osteocondrose, os pacientes descrevem sintomas como:

  • dor paroxística ou aguda na osteocondrose da coluna vertebral;
  • aumento da dor após o exercício, bem como pela manhã;
  • a dor pode estar no pescoço, braço ou perna ou no peito;
  • sensação de trituração ao fazer torções.

A doença começa e se desenvolve gradualmente, então, como tratar a osteocondrose dependerá do estágio e da localização das vértebras.

Tratamento da osteocondrose

No caso da osteocondrose, o tratamento requer medidas complexas.

Na fase aguda, é mostrado o rigoroso repouso ao leito, a fixação rígida das vértebras danificadas com um espartilho ou um colar especial. Uma cama dura, o uso de um escudo, a restrição do movimento recomenda-se.

Para reduzir a dor mostrado analgésicos, vitaminas, procaína bloqueio podem ser utilizados medicamentos anti-inflamatórios não-esteroidais, tais como Motrin, ortofena, indometacina pomadas massagem das tipo Finalgon, Apizartron, mostarda, irradiação ultravioleta, e agulha-acupuntura, os tratamentos de calor, e da correia de lã outros

A próxima etapa do tratamento visa melhorar a circulação sanguínea local e fortalecer os músculos que sustentam a coluna. Para curar osteochondrosis, é necessário aderir à terapia complexa, que inclui:

  • massagem médica (tradicional, hardware, vácuo);
  • fisioterapia, natação;
  • fisioterapia (tratamento com laser, ultra-som, correntes de baixa frequência, campo magnético, terapia por ondas de choque, crioterapia);
  • reflexologia (acupuntura, acupressão);
  • tração da coluna vertebral (seca ou água);
  • métodos de terapia alternativa (tratamento por picada de abelha);
  • tratamento de remédios populares (ervas, mel, mostarda, pimenta vermelha, banho).

Se a terapia conservadora não traz resultados ou alterações nos discos intervertebrais requerem intervenção externa, métodos minimamente invasivos modernos de intervenção cirúrgica são usados: reconstrução a laser, eletrotermoterapia intradiscal, remoção de uma hérnia usando um método microcirúrgico.

Com mudanças irreversíveis, um disco intervertebral artificial feito de metal ou metal e plástico pode ser instalado. Então, agora vamos ver com mais detalhes como tratar a osteocondrose sem o uso de medicamentos.

Massagem

Uma massagem nas costas com osteocondrose tem um efeito muito mais pronunciado do que, digamos, com terapia de exercícios. Primeiro de tudo, qualquer método de tratamento deve ser destinado a aliviar a dor.

Quando a dor pode ser removida ou aliviada, então você pode começar este tratamento. Mas sua principal tarefa pode ser chamada de prevenção da progressão da doença, assim como sua possível recaída subsequente. É para estes fins que dois métodos principais são aplicados - ginástica corretiva e massagem. Vale ressaltar que nos casos com o pescoço, a educação física não tem efeito como a massagem.

Julgue por si mesmo: a massagem melhora a circulação sanguínea na área afetada, elimina os espasmos dos músculos do pescoço e das costas, enfraquece ou elimina a dor, fortalece os músculos do pescoço.

Acupuntura

A acupuntura tem sido amplamente utilizada no tratamento da osteocondrose. A acupuntura ajuda a aliviar a dor, relaxa os músculos das costas, ajuda a restaurar os tecidos afetados, estimulando os processos metabólicos.

Em alguns casos, a acupuntura pode ser substituída pela terapia medicamentosa tradicional, cujas desvantagens são bem conhecidas (efeitos colaterais das drogas, vício por elas). A acupuntura é contraindicada em doenças de pele que afetam as costas e durante a gravidez.

Terapia por exercício para osteocondrose

Ginástica médica para pessoas que sofrem de doenças como a osteocondrose, deve ser uma parte necessária da vida. Exatamente a fisioterapia é capaz de quebrar o círculo vicioso que consiste nos seguintes componentes: hipodinamia, músculos enfraquecidos das costas e do pescoço, destruição dos discos vertebrais, repouso no leito.

Antes de começar a fazer exercícios, você deve conhecer os principais princípios da ginástica terapêutica para osteocondrose:

  1. Os exercícios não devem ser realizados na fase aguda da doença, quando há uma síndrome de dor intensa.
  2. Exercícios não devem causar aumento da dor.
  3. Complexos com tensão dos músculos das costas devem alternar com complexos para relaxamento.
  4. Todos os exercícios são realizados de forma suave, sem movimentos bruscos, mantendo a postura correta do corpo.

Para cada tipo de osteocondrose desenvolveram seus próprios exercícios complexos. No entanto, para evitar a propagação da doença é recomendado para treinar o sistema muscular de toda a coluna vertebral.

Assista ao vídeo: AUTO TRATAMENTO da COLUNA CERVICAL Flexo-Extensão Clínica de Fisioterapia Dr. Robson Sitta (Janeiro 2020).

Loading...

Deixe O Seu Comentário